domingo, 7 de agosto de 2011

Prancheta: Botafogo X Vasco

Botafogo 4-3-2-1
(Click para ampliar)
O Fogão joga com uma linha de 4 na defesa, 3 no meio formando um losango, os meias abertos 1 em cada ponta e 1 atacante. Os laterais Cortes e Alessandro têm liberdade para apoiar o ataque. Enquanto isso, o Marcelo Mattos afunda na zaga e muda o esquema para 3 zagueiros com a finalidade de cobrir o espaço deixado pelo avanço dos laterais. Sendo assim, Renato passa a ocupar a posição do Mattos a frente da defesa, além disso, com a bola ele articula as jogadas pelo centro e inverte posição com Elkeson. Falando no Elkeson, ele ajuda na cobertura do lateral esquerdo, apoia o meio e ocupa os espaços no setor esquerdo, além de inverter posição com Renato como já foi dito. Chegamos ao Felipe Menezes que a princípio vai jogar na meia-esquerda, ora saindo da ponta para o meio, ora entrando na área com força. Vamos ao Herrera, ele atua aberto pela meia-direita, com a missão de ocupar bem os espaços. Por isso, o atleta cai pelas pontas e está sempre dentro da área para apoiar o Locão. Já o Abreu fica flutuando. Inverte posição, sai da área e tem a obrigação de criar espaço para os jogadores que vem de trás.

Importante

Caso o Felipe Menezes obedeça a sua característica de jogador que pensa o jogo. O esquema do Bota deve mudar naturalmente para o 4-2-3-1. Renato e Mattos na frente da defesa, Elkeson bem aberto na meia-esquerda, Felipe Menezes centralizado como um típico camisa 10. As outras posições não mudam.

Vasco 4-3-2-1
(Click para ampliar)

O esquema do Vasco é parecido com o do Botafogo. A diferença é que o Vasco já atua desta maneira há bastante tempo. Devido a isso, a variação é maior dentro do campo de jogo. Bom, o Rômulo não afunda na zaga, portando, fica sempre a frente da defesa. Isso acontece, porque os laterais do time da Colina não têm uma vocação ofensiva apurada. Felipe e Juninho fecham os espaços sem a bola. Mas, a principal vocação de ambos é fazer a pelota circular com qualidade. O Diego Souza está sempre saindo da esquerda para o meio ou entrando em diagonal na área. Além disso, pode inverter posição com Eder Luis, no entanto, continua fazendo a mesma movimentação. O Eder Luis faz o lado direito, está sempre aberto para dá opção e prender o lateral adversário. Logo, procura fazer jogadas de fundo e costuma entrar na área com força. O Alecsandro faz a parede, sai para tabelar e costuma abrir e ocupar muito bem os espaços criados.

Detalhe

O Ricardo Gomes não deve escalar Juninho e Felipe de início. Felipe deve começar ao lado de Jumar e Rômulo no meio, enquanto o Márcio Careca fica com a vaga na lateral esquerda.



0 comentários:

Postar um comentário