quinta-feira, 2 de junho de 2011

Careta acalma o coração


Como já era esperado, a torcida cruz-maltina fez um belíssimo espetáculo, em São Januário. A vontade inabalável de cantar a plenos pulmões, para esquecer as amarguras do coração. Pois desde 2003 não conquista um troféu de expressão. A massa empurrava e confiava na experiência de Diego Souza, Eduardo Costa, Alecsandro e Felipe. O último já conquistou 2 brasileiros e uma Libertadores, pelo Vascão.

Vasco e Coritiba fizeram um 1º tempo equilibradíssimo e delicioso de ser assistido. Onde o medo de perder não abalava a vontade de ganhar. Pena que só durou 1 tempo. Porque a 2º etapa começou num ritmo diferente. A técnica perdeu espaço e a cautela assumiu o processo. E quando o caldeirão já ameaçava esfriar. O técnico do Coxa gritava ensandecido: - Fecha na marcação! A jogada seguiu, e quem fechou foi Alecsandro para marcar 1x0 Vascão, aos 6 minutos.


A equipe de São Januário pressionou, mas não demorou muito para recuar se contentar com a vitória mínima. Talvez o rótulo de time que atua melhor fora de casa tenha influenciado na postura da equipe. O Coritiba sentiu o gol, entretanto logo avançou a marcação e passou a atuar dentro do campo do Gigante da Colina. Teve pelo menos duas chances de empatar, mas parou no goleiro Fernando Prass. Se a partida terminasse empatada não seria nenhum absurdo.


A massa cruz-maltina voltou pra casa com a pulga atrás da orelha, e com a sensação de que tinha que ser melhor. O Coxa saiu de campo satisfeito com o placar enxuto, e ciente do que precisa fazer no Couto Pereira, para levantar a Copa do Brasil


Imagem:Terra.com

0 comentários:

Postar um comentário