domingo, 11 de julho de 2010

Nada é tudo e tudo é nada

O Penúltimo jogo da copa colocou frente a frente Alemães e Uruguaios. Com certeza, essas equipes gostariam de estar fazendo a final. E por isso, esse tipo de partida tem um quê desanimado.

Um cartão amarelo aos três minutos mostra uma Alemanha motivada. O Uruguai não encontra a bola e é dominado. No ritmo da chuva o jogo aperta, esfria e para.

Até que Schweinsteiger dá um novo ânimo. Schweinsteiger significa porcoTigre. Schweinsteiger é tigre quando inicia a jogada do gol de Muller, e é porco quando perde a bola e os Uruguaios empatam a partida.

Vem o segundo tempo, Forlan desempata e a celeste vibra. Mas Jansen não deixa barato e no susto recoloca a Alemanha na parada. O terceiro gol vem com Khedira, e assim, os Alemães retomam a dianteira num gramado sofrível.

Alemanha fica com o terceiro lugar, mas não foi fácil, pois aos 48 do segundo tempo, Forlan fez o travessão balançar. Para quem pensou que seria um jogo morto, eu deixo as palavras de um filósofo da bola "O que o futebol nos dá, ninguém tira".


UOL IMAGEM

0 comentários:

Postar um comentário