sexta-feira, 18 de junho de 2010

Abuelo

Um olhar inflamado, a face tímida e o paradoxo da vida. O futebol pode transformar um homem em menino e vice-versa também é bonito. A sensação Mexicana responde por Chicharito (Ervilhinha). A esperança recai sobre os ombros do atacante obcecado pela bola e o gol. Javier Hernandez é neto Tomas Balcázar. Há 53 anos o avô do Ervinhinha marcou um gol na copa. Foi contra a França e hoje é a vez de Chicharito.

O treinador mandou chamar chicharo, atenção as instruções e bate forte coração. A primeira bola escapa, a segunda perde, na terceira cai e pede falta, mas o juiz não atende.

A maior torcida no estádio apita e incentiva. Um lançamento, a explosão, o goleiro que fica para trás. Gol! Ele abre os braços e sorri incrédulo, parecendo saber que entrou para história do futebol Mexicano. Que outro jogador poderá contar tal fantasia. Javier Hernandez derrotou a França e deu orgulho ao avozinho.


GUARDE GRATUITAMENTE SEUS ARQUIVOS NA WEB. CLIQUE AQUI E VEJA UM PASSO A PASSO.

0 comentários:

Postar um comentário