sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Flamengo cai no arco-íris

Nesta quinta-feira, o Atlético-GO pulverizou o Flamengo, por 4 a 1, em pleno Engenhão.

Uma vitória acachapante, astuta e perpendicular. A equipe Goianiense lutou com as armas que possuía, já o rubro-negro estava mergulhado num tédio infinito.


O técnico Vanderlei Luxemburgo escalou três zagueiros para liberar os laterais que não chegavam ao limite da linha. Além disso, promoveu um meio campo de muita pegada e pouco brilho. Logo, o ataque foi asfixiado e o estreante Alex Silva foi subtraído pela soma dos fatores.

Inebriante era a ginga e o calor do Atlético-GO. Defendia-se com um primor de causar inveja e, na bola parada recebeu dois prêmios por excelência. O toque de bola acelerava a zanga, o Fla rebolava e a festa aumentava duas vezes mais.

No fim, os corações pulsavam de alegria, desinteresse e dor. Nesta noite em que o Flamengo não foi dono nem da própria sombra. Sendo assim, o arco-íris pôde aliviar o peito, soltar o urro, e desferir um sorriso sereno.

Imagem: Uol

0 comentários:

Postar um comentário