quinta-feira, 30 de junho de 2011

Botafogo segue pedindo aos céus


Se você é amante do futebol vistoso, disputado e bem jogado. Ficou desolado após assistir a vitória do Botafogo sobre o São Paulo. Um jogo pobre, pragmático e pífio. Um desavisado poderia pensar que se tratava de 2 times do fundo da tabela. No entanto, o líder recebia o 4º colocado.

O Alvinegro utilizou um híbrido de 4-4-1-1 e 4-5-1. A ordem era para ocupar espaço, tocar à bola, deixar o tempo passar e sair na ótima. Já o Tricolor do Morumbi entrou com o tradicional 4-4-2. Procurou usar bastante os lados do campo, mas acabou refém da individualidade de Marlos. O Meia foi o jogador mais perigoso do clube paulista. A estratégia do Bota foi facilitada, quando Elkeson chutou, aos 36m, e Rogério Ceni aceitou. 1x0 Fogo. Uma falha bisonha digna dos piores momentos da carreira do goleiro.

O 2º tempo não trouxe melhorias e a criação continuava comprometida. Logo de cara uma penalidade foi assinalada. Maicosuel recebeu passe de Herrera, invadiu a área e foi derrubado. Um raro momento de clareza. Herrera converteu o pênalti aos 5m. 2x0 Bota. A partir daí, o Alvinegro recuou para defender a vantagem. Isso obrigou o São Paulo a partir pra cima com tudo, no entanto, faltava qualidade, lucidez e padrão. Nos erros, acertos, ataques, contra-ataques, nervosismo e tranquilidade do Fogão após o apito final.

No último domingo, não pude assistir Botafogo X Grêmio. Hoje, entendo porque o time foi vaiado pela torcida. Deve ser frustrante olhar a escalação e perceber que o clube vai atuar com apenas 1 atacante. E agora? O Botafogo segue tocando à bolinha.

Imagem:Terra.com.br

0 comentários:

Postar um comentário