quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Fluminense fica no empate e é vaiado pela torcida


Na última quarta-feira, o Fluminense empatou com o Nacional-URU, por 0 a 0, e complicou a sua trajetória na Libertadores.

Jogando no Engenhão, a equipe das laranjeiras disputou seis pontos e conseguiu apenas dois.

E como se não bastasse, o time foi vaiado por pouco mais de 10 mil corajosos presentes no estádio.

A coragem é a marca do torcedor brasileiro, o ingresso é caro, não existe conforto e muito menos espetáculo.

A torcida tricolor se acostumou com tudo isso, menos com a mudança para o Engenhão.

Imagine sair do trabalho e enrolar até umas 20 e 30h, após se deslocar para o Engenho de Dentro.

A partida começa às 22h e o ingresso mais barato é sessenta reais, a acústica do estádio é patética, e não dá aquela atmosfera futebolística.

O time não corresponde em campo, o técnico demora a mexer, e o juiz não é caseiro.

O empate é o resultado final, já é meia-noite, tem o retorno ao lar, e a certeza de acordar cedo para ir trabalhar.

Pela manha, alguns jornais e comentaristas repercutindo a partida, e colocando em destaque a vaia e que só tinha 10 mil torcedores no estádio.

É brincadeira!

Imagem: globo.com

0 comentários:

Postar um comentário